sábado, 13 de abril de 2013

OFFICINA DO SABER ESTARÁ PRESENTE NA XVI BIENAL DO LIVRO



A Bienal do Livro Rio chega à sua 16ª edição em 2013, quando completa 30 anos de celebração e promoção da literatura e cultura no Brasil. O maior evento literário do país vai homenagear a Alemanha. O evento está marcado para acontecer entre os dias 29 de agosto a 8 de setembro.
A homenagem à Alemanha – país de filósofos como Nietzsche, Kant e Marx – dará o tom à Bienal 2013 por meio de uma série de ações e eventos que, nos mais variados espaços, discutirão a cultura e a realidade deste país. “2013 será o ano da Alemanha no Brasil e a Bienal do Livro Rio estará inserida nesse momento do país. A Alemanha também homenageará o Brasil durante a Feira do Livro de Frankfurt em 2013, o que demonstra a reciprocidade entre os dois países”, diz Sônia Jardim, presidente do SNEL.

A Biógrafa de Karl Marx, Mary Gabriel já confirmou presença. A organização também confirmou a presença de Cheryl Strayed, autora de "Livre: A jornada de uma mulher em busca do recomeço". Mary traz ao país "Amor e capital: A saga familiar de Karl Marx e a história de uma revolução", publicado no Brasil pela Zahar. A escritora também já recebeu indicações ao Pullitzer, ao National Book Award e o National Book Critics Circle, que avalia os maiores escritores de todas as partes do mundo.

Outros cinco nomes internacionais já foram confirmados: Emily Giffin, que lançou recentemente Presentes da Vida (Novo Conceito); Allan Percy, de Nietzsche para estressados (Sextante); James C. Hunter, do O monge e o executivo (Sextante); Javier Moro, autor de, entre outros, O sári vermelho (Planeta); e Francine Prose, autora de Anne Frank — A história do diário que comoveu o mundo (Zahar). 

 

sábado, 6 de abril de 2013

VISITA A RESERVA BIOLÓGICA DE CARATINGA



O professor de Ciências, Lucioni, a professora de Ética e Cidadania , Márcia Leal e eu, conseguimos sair da rotina da sala de aula, aprender sobre a biodiversidade e nos divertimos muito junto com nossos alunos.
A área que hoje é chamada Reserva Particular do Patrimônio Natural Feliciano Miguel Abdala (RPPN-FMA)  é famosa porque a população de macacos muriquis-do-norte que habita a reserva localizada no município mineiro de Caratinga aumentou cinco vezes, de 60 para 300 indivíduos.




Além da presença do muriqui e do sagui-da-cara-amarela, os pesquisadores observam que a área tem uma alta densidade populacional do barbado ou bugio-ruivo e do macaco-prego, e que ali há uma área de grande potencial para o desenvolvimento de estudos primatológicos.
A variedade da fauna local inclui 217 espécies de aves, 77 de mamíferos e 30 de anfíbios. A flora é igualmente rica e a mata está cheia de jacarandás, ipês, embaúbas, jequitibás, sapucaias e palmeiras, além de bromélias, uma particularidade desse bioma. 





Professora Márcia com seus alunos.




Jequitibá



Macaco barbado





Professora Gisele

O MUNDO ANIMAL NO PORTUGUÊS DO BRASIL


Veja a seguir termos, ditados e expressões envolvendo diversos nomes de animais de uso frequente em nossa língua.
No linguajar do brasileiro um amigo falso diz-se "amigo da onça”. "Pagar o pato" é fazer papel de tolo, assumindo as consequências de algo que não se cometeu. “Soltar os cachorros” em alguém é o mesmo que agir de forma agressiva, por meio de insultos. E em se tratando de insultos, quando uma pessoa é considerada pouco inteligente ou ignorante, “burra”, "anta", "toupeira", “jegue”, "mula" ou "besta" são adjetivos muito utilizados para identificá-la.
Em relação às mulheres, o termo “galinha” está associado à promiscuidade, enquanto que "gata" significa uma mulher bonita. “Vaca” é um termo comumente utilizado para designar uma mulher de má índole, assim como “cobra”, “jararaca” ou “víbora”. Quanto aos homens, “cachorro” significa homem de mau caráter, "cabra da peste" é uma forma de denominar um sujeito macho, ao passo que “cavalo” ou mesmo “animal” são termos que identificam homens brutos.
Com relação à família bovina, muitos são os termos e expressões existentes. Uma pessoa que não tem opinião própria é chamada de "vaquinha de presépio", ou seja, é como se servisse apenas de enfeite. A expressão "aonde a vaca vai, o boi vai atrás" está associada a pessoas que são facilmente influenciáveis por outras. Já um "mão de vaca" é alguém muito avarento, pão-duro. A expressão "a vaca foi para o brejo", indica que algo deu errado, ou que alguém fracassou. Utiliza-se “nem que a vaca tussa" para  dizer que algo não acontecerá sob hipótese alguma. Já “conversa para boi dormir” ocorre quando uma pessoa está de conversa fiada ou mentindo.
Quanto aos insetos, uma pessoa "formiga" é aquela que adora comer doces.  Já alguém muito intrometido, é conhecido como "abelhudo". “Acertar na mosca" significa fazer tudo direitinho. Já "comer mosca" está associado a perder uma oportunidade ou ficar para trás. O ditado “Em boca fechada não entra mosca" significa que, muitas vezes, é melhor ficar calado que dizer besteiras. Um "bicho-grilo" é alguém que mora longe da cidade, ou mesmo uma pessoa que tenha estilo alternativo, como os hippies. Uma pessoa confusa, que não sabe para onde ir, diz-se que é uma "barata tonta", enquanto que o termo “lesma” caracteriza uma pessoa lenta.
Os primatas não escapam... Ser "macaco de auditório" significa estar presente em aglomerações públicas com frequência. Já  "macaco de circo" é alguém que gosta de fazer brincadeiras para agradar os outros, enquanto que “estar com a macaca" é estar nervoso, agitado.
E então, essa curiosidade não é o “bicho”, ou seja, legal?

terça-feira, 2 de abril de 2013



DIA DA POESIA
Poeta brinca com as palavras.
Parece que o poeta diz o que a gente nunca tinha pensado em dizer!
Um poema é um jogo com a linguagem.
Compõe-se de palavras: palavras soltas, palavras empilhadas, palavras em fila, palavras desenhadas, palavras em ritmo diferente da fala do dia a dia. Além de diferentes pela sonoridade e pela disposição na página, os poemas representam uma maneira original de ver o mundo, de dizer as coisas.
Poeta é, assim, quem descobre e faz poesia a respeito de tudo: de gente, de brinquedo, de pessoas que parecem com pessoas que conhecemos, de episódios que nunca imaginamos que poderiam acontecer e até a própria poesia. (Marisa Lajolo).

Os alunos do Ensino Fundamental II apresentaram seus trabalhos em homenagem ao dia da poesia, 14 de março, data alusiva ao aniversário de Castro Alves. Foi um show de encantamento com as obras de Cecília Meireles, Carlos Drummond de Andrade, Manoel Bandeira e Mario Quintana.